CULTURA
 
Festival Internacional de Folclore de Arouca
 
Edição 2016 do Festival (foto: Avelino Vieira)
Entre o passado e o futuro: a sobrevivência do associativismo de cariz popular | NOTÍCIA COM MAIS DE 600 VISUALIZAÇÕES
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
Ao fim de mais de três décadas, o Festival Internacional de Folclore continua a ser referência
na programação cultural do concelho de Arouca. Organizado pelo Conjunto Etnográfico de Moldes, o evento é o resultado do trabalho voluntário dos elementos do Rancho de Moldes mas também do esforço constante em introduzir na programação actividades com novas interpretações da cultura popular.


O Conjunto Etnográfico de Moldes organizou, pela primeira vez, um encontro de ranchos em 1983, integrado na programação da festa em honra de S. Domingos, em Arouca. Foi aí a génese do Festival de Folclore que se passaria a realizar todos os anos, no mês de Agosto, na vila de Arouca, junto ao Mosteiro.
O enquadramento histórico-arquitectónico do Mosteiro, para além da dimensão estética, contribuiu para
a distinção e construção da identidade deste festival, fora de Arouca. O Festival tem sido organizado de forma ininterrupta desde 1984 e é tido como um bom exemplo de dinâmica associativa no concelho.
No jornal Defesa de Arouca, em Agosto de 1986, num artigo assinado pela organização do festival, refere-se que o mesmo "realiza-se no centro da Vila por variadas razões, dentre as quais se destacam a centralização com a consequente maior facilidade de acesso a grande parte da população" e menciona ainda "a promoção turística do nosso concelho e do seu baluarte - o Convento da Rainha Santa".
Desde as primeiras edições, embora não em todas, o festival assumiu uma dimensão internacional havendo espaço para a presença de grupos estrangeiros. Desde o leste europeu à América latina, passando por países como Índia, Angola, Cabo Verde e variados países europeus, foram muitas as culturas que passaram por Arouca.
No início da década de 2000, o Festival Internacional de Folclore de Arouca assumiu a presença dos grupos estrangeiros em regime de residência. Uma opção que, a nível de organização, obrigou à afectação de recursos logísticos e humanos significativos, mas que, em contrapartida, permitiu uma programação mais diversificada.
Foi também com esta opção que Arouca passou a ter um evento que segue directrizes internacionais no que diz respeito à cultura popular. Seguindo os princípios do C.I.O.F.F. (Comité dos Organizadores de Festivais de Folclore e Artes Tradicionais) que aponta a diversidade cultural como factor de unidade entre os povos, o festival alarga o âmbito das suas actividades. Passam a abranger também o artesanato e a gastronomia. A valorização da gastronomia e do artesanato a par do folclore, neste contexto representado pelas danças e corais, está em consonância com o consagrado na Convenção para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial, aprovada em 2003 e ratificada por Portugal em 2008, cujo principal objectivo é contribuir para a salvaguarda do património cultural imaterial como parcela estruturante da identidade e da memória colectiva.
 
Arouca

Sexta, 19 de Julho de 2019

Actual
Temp: 20º
Vento: NE a 0 km/h
Precip: 0 mm
Céu Limpo
Sáb
T 24º
V 5 km/h
Dom
T 26º
V 2 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
A providência cautelar interposta pela Lista A às eleições do FCA vai ter como desfecho o...
 
 
A Frase...

"Mansores está em contra-ciclo, no próximo ano lectivo vamos abrir duas salas de ensino pré-escolar com quarenta crianças"

Jorge Oliveira, presidente da JF Mansores, em declarações ao RV

PUB.
EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 36 visitantes online