JOSÉ CARLOS SILVA
 
33º aniversário, piscinas e música
 
OPINIÃO | Aumentando de dia para dia a nossa presença e influência no mundo 'online'
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
Em todo o mundo, o número 33 tem uma carga simbólica muito grande. É um número místico, forte e poderoso. Para os cristãos, significa a plenitude da maturidade e a idade que Jesus Cristo morreu crucificado. Também na medicina, antigamente, os médicos mandavam os seus pacientes dizerem
33 ao lhes examinar o peito, porque ao falar o número 33 provocava uma vibração no pulmão cheio de ar.
33 é o número de anos de vida que RODA VIVA completou ontem (13 de Julho). Percurso iniciado no já longínquo ano de 1989, sob a liderança e arrojo de Óscar Silva, numa altura em que Arouca dispunha já de dois jornais locais, entretanto extintos.
Este novo jornal era indiscutivelmente diferente, desde a concepção gráfica até à forma desempoeirada e arrojada como fazia jornalismo de proximidade. Recordo que foi com o RV que começaram haver, por exemplo, entrevistas e reportagens nos jornais locais, além de secções de humor e de "reparos", que tanto furor fizeram na altura e que ainda hoje são muito considerados pelos nossos leitores.
Os princípios inscritos na fundação do jornal continuam hoje bem vivos na sua orientação editorial e deontológica, nomeadamente a independência, a pluralidade e a credibilidade.
Continuamos hoje a fazer um jornalismo sem medo e denunciaremos, doa a quem doer, todas as mal feitorias e oportunismos de algumas "vacas sagradas" cá do burgo para com o erário público. Não hesitaremos nunca em expô-los na praça pública, porque o que nos move é, apenas e só, Arouca
e a enorme paixão pela nossa terra natal!
RODA VIVA continua a crescer e a modernizar-se, apesar dos tempos conturbados que temos vivido, aumentando de dia para dia a nossa presença e influência no mundo online, nas redes sociais, sobretudo no facebook e instagram. Dentro em breve teremos novidades para anunciar aos nossos leitores e parceiros comerciais na frente digital.
Uma palavra final de enorme apreço e gratidão para os nossos incansáveis colaboradores, bem como para os nossos anunciantes que continuam a depositar a sua confiança no RV. Não esquecendo, como é óbvio, os inúmeros leitores e assinantes do jornal espalhados pelas freguesias do concelho e pelos arouquenses espalhados pelo país e pela diáspora.
Muito obrigado a todos!
•••
Depois de dois anos encerradas, em consequência da pandemia, as piscinas municipais exteriores abriram portas para a nova época estival. Nestes dois anos muita coisa mudou no país e no mundo, e também em Arouca, pois não é uma ilha isolada do resto da realidade.
As pessoas perderam poder de compra, a inflação está numa vertigem, etc, etc... mas os preços de acesso a um bem público, como são as piscinas exteriores, mantêm-se com os mesmos valores como se nada tivesse acontecido!... Pasme-se que para uma criança frequentar aquele espaço o custo é 2,5 euros, seja filho de um pai rico ou de um pai desempregado!... Seja filho único ou de um agregado familiar de três filhos, por exemplo!... Não existe qualquer diferenciação, ou como acontece nas escolas, em que existem os alunos subsidiados com os três escalões de apoio social (A, B e C).
Já para não referir que aquele equipamento exterior, na minha opinião, deveria ser gratuito, atendendo às circunstâncias económicas e sociais que estamos a viver e ainda ao facto de muitas crianças de Arouca não terem possibilidade de frequentar qualquer zona balnear, e têm na piscina municipal o único espaço público para usufruir de alguns momentos de diversão e de refrescamento nas férias de Verão!...
Para uma Câmara socialista onde não parece faltar dinheiro para muitos "jogos florais", estranha-se e lamenta-se esta decisão!...
•••
Realizou-se recentemente no pavilhão da Escola Secundária de Arouca, e depois repetido na Casa da Música do Porto, um brilhante espectáculo de música e dança, intitulado "Queen Symphonic", cuja organização esteve a cargo da Academia de Música de Arouca e que contou com a participação de outras associações locais ligadas à música.
Na pessoa de Edgar Soares, presidente da Academia, felicito-o por esta grandiosa iniciativa musical, esperando que outras desta qualidade artística surjam num futuro próximo.
 
Arouca

Domingo, 25 de Setembro de 2022

Serviço temporariamente indisponível!

PUB.
PUB.
 
 
A Frase...

"A maior casa monástica era a de Arouca, para onde se deslocavam inúmeras jovens da alta linhagem do reino"

Helena Cruz Coelho, na apresentação do Diplomatário do Mosteiro de Arouca

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 66 visitantes online