JOSÉ CARLOS SILVA
 
A velha e a nova agricultura
 
OPINIÃO | O mundo rural ganhou novamente prestígio e dignidade | TEXTO COM MAIS DE 400 VISUALIZAÇÕES
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
A matriz rural ainda hoje é uma das marcas identitárias do concelho de Arouca, havendo poucas famílias que não tenham uma ligação directa ou indirecta à agricultura.
Um dos momentos mais altos do município, senão mesmo o maior, ocorre no último fim de semana de Setembro e é dedicado ao mundo rural, altura em que se celebra a "Feira das Colheitas", certame festivo que mobiliza todo o concelho de Arouca há mais de setenta anos.
Mas se a agricultura, dita de subsistência, ocupava uma fatia considerável da população activa, no século passado, sobretudo até década de 80', actualmente, a realidade no sector primário é bastante diferente, sendo os sectores secundário (indústria) e terciário (serviços) aqueles que absorvem a grande maioria dos trabalhadores arouquenses.
O nascimento da Cooperativa Agrícola de Arouca (1944) e mais tarde a Associação dos Agricultores
do Concelho de Arouca (1986), surgiram naturalmente devido a esse dinamismo que se vivia em Arouca e ambas tinham como principais desígnios a defesa da agricultura e dos agricultores.
Paralelamente à lavoura, o sector leiteiro teve uma forte expressão na economia local, permitindo a muitas famílias criarem verdadeiras empresas leiteiras rentáveis. No entanto, a introdução das quotas pela União Europeia, veio dar a machadada final, a um sector que teve grande fulgor nos idos anos de 60, 70 e 80 do século vinte.
Apesar desta ligação umbilical à terra, a agricultura nunca foi uma actividade muito rentável e prestigiada junto das gerações mais novas de arouquenses que preferiram apostar em carreiras profissionais mais atractivas do ponto de vista material e social.
Todavia, com o eclodir da crise económica mundial que despoletou em 2008 nos EUA e rapidamente chegou à Europa, trazendo consigo elevadas taxas de desemprego, o regresso à terra foi uma das opções de vida para muita gente.
O mundo rural ganhou novamente o prestígio e dignidade que tinha perdido nas últimas décadas.
Em Arouca, a situação não foi muito diferente do que se passou no resto do país, à escala devida, e foram vários os jovens promotores que decidiram apostar na agricultura, através de projectos de investimento financiados por programas comunitários, como foi o caso do PRODER, e agora mais recentemente, com o PDR2020.
Só que o perfil do "novo agricultor" é totalmente diferente, do velho homem da lavoura do Portugal de antigamente. É instruído, inovador e empreendedor. Aposta em novos produtos e nova tecnologia e está focado no escoamento dos seus produtos nos mercados nacional e internacional.
A própria Cooperativa Agrícola de Arouca, que ao longo da sua existência teve e continua a ter um papel decisivo no apoio ao mundo rural, tem agora a obrigação histórica de se adaptar à nova realidade que a agricultura está a viver, sob pena do seu futuro ser bem mais sombrio do que foi o seu radioso passado.
 
Arouca

Quinta, 17 de Janeiro de 2019

Actual
Temp: 9º
Vento: NNW a 2 km/h
Precip: 0 mm
Pouco Nublado
Sex
T 8º
V 0 km/h
Sáb
T 11º
V 3 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
Concorda com abstenção da Oposição (PSD e CDS-PP) na votação das GOP e Orçamento para 2019?
 
 
A Frase...

"É preciso cuidar e valorizar os nossos idosos"

Isabel Paiva, presidente da JF Rossas, em declarações ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 53 visitantes online