SOCIEDADE
 
Inauguração: Ministro garante «empenho» para concretizar o troço final da variante Arouca-A32
 
Pedro Nuno Santos, Margarida Belém e Emídio Sousa, presidente da Câmara de Santa Maria da Feira
Via rápida que liga Escariz ao nó de Pigeiros da auto-estrada abriu hoje
 
   Mais fotos
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
Pedro Nuno Santos, o ministro das Infraestruturas e da Habitação, garantiu hoje «empenho» para, assim que seja possível garantir financiamento, lançar a terceira fase da chamada Via Estruturante de Arouca, que deverá ligar a vila aos grandes eixos rodoviários do litoral.
Na inauguração da estrada que liga Escariz e o seu Parque de Negócios, no ocidente do concelho, ao nó de Pigeiros (Santa Maria da Feira) da A32, o governante reafirmou a sua postura de falar verdade aos portugueses, apenas prometendo o que é possível cumprir. Para bem – disse – da democracia, num tempo em que as pessoas descreem dos políticos.
Com uma extensão de 7,1 quilómetros, a nova via representou um investimento de 30,4 milhões de euros, verba totalmente assegurada pelos Orçamento de Estado. 
A obra incluiu a adequação da Rotunda de Pigeiros e construção da Rotunda de Escariz, a criação de nove restabelecimentos, assegurando a ligação à rede viária existente, a edificação de uma ponte sobre o Rio Antuã com 96 metros de extensão, a construção de quatro viadutos (Vilarinho (574m), Monte Calvo (168m), Londral (168m) e Escariz (132m), a execução de obras de contenção do tipo parede pregada e terra armada, com extensões a variar entre os 21 e os 300 metros, iluminação pública, execução de Canal Técnico Rodoviário ao longo da via e a colocação de vedações e criação de caminhos paralelos.
Esta estrada garante «a melhoria das condições de segurança e a redução do tempo de viagem entre destinos», visando promover «o reforço da competitividade e condições para a criação e instalação de empresas na região, estimulando a criação de emprego e o aumento das exportações».
Em «dia feliz» para os arouquenses, Margarida Belém, a presidente da Câmara Municipal, vincou que a ligação inaugurada «não é o último troço» da desejada via estruturante. O troço inicial vai da vila aos limites da freguesia de Tropeço, faltando o troço “do meio”, que ligue Mansores a Escariz.
«Não é justo que tenhamos de esperar mais 16 anos», sublinhou a autarca, referindo-se ao tempo que demorou a ver nascer o troço Escariz-A32 e pedindo os bons ofícios de Pedro Nuno Santos para fazer com que a empresa “Infraestruturas de Portugal” arranque com o concurso para a empreitada final.
Da via estruturante, acentuou que «é mais que uma estrada: é o futuro!». Um futuro para o concelho «com qualidade, competitivo e inclusivo».
O ministro, natural de S. João da Madeira, considerou que edificar esta via é «Justiça» para os arouquenses, não poupando nos elogios: «gente de trabalho, resiliente e que não desiste». E que «não ficou à espera» de ter as melhores infraestruturas para se desenvolver.
Pedro Nuno Santos vincou que as necessidades são muitas pelo país, com nota de que o Governo apenas se deve «comprometer» com as obras que tenha «a certeza» de poder concretizar. Reafirmou que só pode prometer que se empenhará para que Arouca tenha o troço que falta. AOS/DA 2022-11-23
 
Arouca

Domingo, 05 de Fevereiro de 2023

Serviço temporariamente indisponível!

PUB.
PUB.
 
 
A Frase...

"Este projecto dá novas competências às pessoas que lá habitam a nível de alimentação, higiene e saúde"

Padre Luis Mário, em declarações ao RV, faz o balanço do "Bairros Saudáveis"

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | visitantes online