ECONOMIA
 
Vai nascer incubadora de empresas no Parque de Negócios de Escariz
 
Samuel Gonçalves apresentou o projecto de arquitectura
Um dos seus parceiros será o Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto. Investimento de dois milhões para a 1ª fase | NOTÍCIA COM MAIS DE 700 VISUALIZAÇÕES
 
   Mais fotos
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
O Centro de Incubação e Inovação Industrial (CI 3) de Arouca, que ficará instalado no Parque de Negócios de Escariz, no ocidente concelhio, será edificado com recurso "a módulos", uma tecnologia e modo de construção "desenvolvida por empresas arouquenses", salientou, hoje de manhã, Samuel Gonçalves, que está a aprontar o respectivo projecto de execução.
Apresentando este equipamento no âmbito do Seminário "Indústria 4.0", hoje levado a efeito pela AECA (Associação Empresarial de Cambra e Arouca), no auditório da Junta de Freguesia de Escariz, o arquitecto referiu que o CI 3 será primordialmente para 'start-ups' - empresas em início de actividade - que nele poderão concretizar projectos inovadores.
Também sediará "empresas-âncora", firmas já com trajecto nos mercados, e contará com um Centro de Serviços de Apoio à Actividade Industrial, entre os quais o marketing digital, o design e o apoio à internacionalização.
Samuel Gonçalves sublinhou que "flexibilidade" será a característica do futuro complexo para a inovação e o empreendedorismo. Realçou que o sistema de construção por módulos permitirá aumentar o edifício, caso tal se venha a revelar necessário.
Na próxima terça-feira, em cerimónia que contará com a presença de João Vasconcelos, o secretário de Estado da Indústria, natural da freguesia de Alvarenga, serão assinados, no salão nobre dos Paços de Concelho de Arouca, os acordos de parceria entre a Câmara Municipal e as entidades que se juntam a esta projecto: AECA, ANJE (Associação Nacional de Jovens Empresários) e Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto (UPTEC).
"É a incubadora mais desenvolvida do país", acentuou Artur Neves, sobre a UPTEC. O presidente da Câmara considerou que este projecto alavancará o empreendedorismo no concelho, podendo até - afirmou - atrair jovens empreendedores da Área Metropolitana do Porto (AMP).
Recorde-se que aquela zona oeste de Arouca será ligada por uma via estruturante à A32, conforme compromisso já firmado pelo Governo.
O autarca informou que estão a ser estudadas duas possibilidades de financiamento do Centro de Incubação e Inovação Industrial: uma com recurso a dinheiros europeus e outra baseada em fundos nacionais. Disse que a primeira fase do projecto custará cerca de dois milhões de euros e que as obras arrancarão algures no próximo ano.
Artur Neves ainda vincou que estão a ser vendidos a bom ritmo os lotes do Parque de Negócios de Escariz. Previu que apenas um não será alienado, por estar reservado, pela autarquia, para a instalação de serviços de apoio a esta nova área de acolhimento empresarial. AOS/RV 2017-06-23
 
Arouca

Quinta, 24 de Setembro de 2020

Actual
Temp: 13º
Vento: NW a 5 km/h
Precip: 0 mm
Nublado
Sex
T 15º
V 6 km/h
Sáb
T 16º
V 6 km/h
PUB.
PUB.
 
 
A Frase...

"O município desinvestiu nos jovens"

Ricardo Martins, lider da Juventude Popular, em entrevista ao RV

PUB.
EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 13 visitantes online