SOCIEDADE
 
Arouca debate “A Floresta de que precisamos”
 
Um dos painéis de palestrantes
As III Jornadas tiveram início no dia 21 de Março e encerram a 27 de Abril
 
   Mais fotos
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
As III Jornadas da Floresta em Arouca prosseguem hoje, sábado, com a realização do segundo workshop de estudo, reflexão e debate. A edição 2019 das jornadas tem novo formato e está estruturada em workshops que "visam dotar os participantes com conhecimento e ferramentas para se construir uma floresta mais sustentável de um ponto de vista económico e ambiental". As III Jornadas da Floresta tiveram início no dia 21 de Março e encerram a 27 de Abril. A iniciativa resulta de uma parceria organizacional entre a Câmara Municipal de Arouca, o Círculo Cultura e Democracia e a Associação Florestal de Entre Douro e Vouga. Na edição do ano anterior, a presidente da Câmara Municipal, Margarida Belém, anunciou 2019 como o "Ano Municipal de Floresta". A participação nas III Jornadas da Floresta é gratuita, sujeita a inscrição prévia em www.afedv.pt e com um número máximo de participantes por workshop de vinte pessoas. Segundo os promotores, têm como público-alvo proprietários florestais, técnicos das autarquias e outros órgãos públicos ligados à floresta e ao ambiente e todas as pessoas que têm interesse nestas matérias.

Como harmonizar critérios económicos e ambientais?

O ponto de partida - Jornadas Juniores da Floresta - foi dado no passado dia 21 de Março, Dia Mundial da Árvore e da Floresta, e foi inteiramente dedicado à juventude, estudantes arouquenses do ensino secundário do AE Arouca e do AE Escariz que, acompanhados pelos docentes, encheram o auditório da Loja Interactiva de Turismo. A plateia de jovens esteve muito participativa e interventiva relativamente às questões sobre um dos principais recursos municipais e ambientais, num diálogo dinâmico com o painel que dirigiu os trabalhos, constituído pela pela moderadora Ana Maria Pereira, docente da Universidade Católica do Porto, engenheiro florestal arouquense, Pedro Quaresma, da Associação Florestal de Entre Douro e Vouga, o empresário (e presidente da JF de Santa Eulália) Hélio Soares, e os alunos André e Luís do AE Escariz. O trabalho dos profissionais da floresta suscitou a curiosidade e o debate em torno dos critérios valorativos - económicos ou ambientais - esteve particularmente em foco nas preocupações e dúvidas dos jovens no que respeita ao planeamento, à gestão e à preservação dos recursos florestais. As monoculturas do eucalipto ou do pinheiro estiveram, mais uma vez, no centro da discussão, ou como dos princípios bioéticos à prática vai ainda um longo caminho. 2019-03-30 Manuel Sousa/RV


PROGRAMA
Quatro Workshops "A Floresta de que precisamos"
Sala Polivalente da Biblioteca Municipal de Arouca | 9h30 - 13h
30 de Março
9h30 | Workshop 1. A floresta de que precisamos - Obstáculos e desafios
António Louro
Câmara Municipal de Mação / Fórum Florestal
6 de Abril
9h30 | Workshop 2. A floresta de que precisamos - Respostas a dar
António Louro
Câmara Municipal de Mação / Fórum Florestal
13 de Abril
9h30 | Workshop 3. Meios a mobilizar - Custos e financiamento
Nélia Pinto Aires
AGRO.GES
27 de Abril

9h30 | Workshop 4. Floresta: gestão individual ou colectiva?
Américo Mendes
Universidade Católica Portuguesa / Associação Florestal do Vale do Sousa
15h | Sessão pública
Loja Interactiva de Turismo de Arouca
15h | Arouca: a Floresta e o Futuro
Súmula das Jornadas Juniores da Floresta
O emprego na actividade económica florestal em Arouca - resultados preliminares
16h | A floresta de que precisamos - Painel final
Moderação: Victor Louro
18h | Encerramento
Margarida Belém, Presidente da Câmara Municipal de Arouca, Adriano Lhamas, Círculo Cultura e Democracia, e Luís Maia, Associação Florestal de Entre Douro e Vouga.
 
Arouca

Sexta, 24 de Maio de 2019

Actual
Temp: 19º
Vento: N a 5 km/h
Precip: 0 mm
Céu Limpo
Sáb
T 20º
V 3 km/h
Dom
T 23º
V 3 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
Concorda com os novos preços dos bilhetes dos Passadiços?
 
 
A Frase...

"Sobre os baldios, estamos a cumprir a vontade do povo, que decidiu delegar competências de gestão na Junta"

José Costa, presidente da JF Moldes, em entrevista ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 33 visitantes online