SOCIEDADE
 
O que é e como é "Viver Arouca"?
 
O encontro-debate aconteceu ao serão
A tertúlia desdobrou-se com intervenções de diversos arouquenses presentes | NOTÍCIA COM MAIS DE 1700 VISUALIZAÇÕES
 
   Mais fotos
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
Realizou-se, ontem, na Casa dos Doces Conventuais de Arouca, uma sessão subordinada ao tema "Viver Arouca", organizada pela Associação Círculo Cultura e Democracia.
O encontro constituiu a primeira de várias tertúlias com o objectivo de partilhar saberes, vivências e gostos, reunindo gentes arouquenses ou com forte ligação a Arouca e de diferentes realidades, quer pessoais quer laborais.
O tema da primeira tertúlia, "Viver Arouca", foi um tema abrangente que aglutinou dezenas de arouquenses no debate acerca do que é viver Arouca e deu azo à partilha de histórias de vida, experiências de trabalho, assim como exemplos de pessoas que não sendo arouquenses, se apegaram ao concelho.
O serão foi organizada por Josefina Brandão, Colette Costa e Marta Duarte, da Associação organizadora supracitada, com a presença igualmente do seu coordenador, Manuel Brandão Alves.
No quadro de convidados figuravam Ana Cristina Martins, vice-presidente do Conjunto Etnográfico de Moldes, Artur Sá, Coordenador Científico do Geoparque Arouca, professor associado da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Jorge Gonçalves, professor catedrático e diretor do Laboratório de Farmacologia da Universidade do Porto, Lito Vidigal, treinador principal do Futebol Clube de Arouca, que não pôde estar presente, Manuel Sobrinho Simões, patologista, professor catedrático da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto e presidente do Ipatimup e Samuel Gonçalves, arquitecto e criador do sistema Gomos.
A tertúlia desdobrou-se com intervenções de diversos arouquenses presentes, convidados e não convidados, partilhando-se vivências, motivações e opiniões acerca do que é viver Arouca, como preservar as suas tradições, memórias e História, como será o futuro de Arouca, com a intervenção e participações de vários jovens, fazendo deste encontro também uma conversa inter-geracional, assim como o debate sobre questões mais prementes e do momento, como a preservação do património e a reflorestação da Serra da Freita, o aspecto empresarial e de empreendedorismo foi também focado, como também a referência ao desporto, em especial, ao futebol.
No final, o desafio foi lançado aos jovens para que fossem eles a organizar uma próxima tertúlia, encerrando ao fim de cerca de duas horas o encontro onde se tentou perceber como se poderá "viver melhor Arouca". Rúben Tavares 2016-08-27

(Toda a informação em pormenor acerca deste serão e das intervenções e temáticas abordadas poderá ser lida em reportagem na próxima edição impressa RODA VIVA jornal)
 
Arouca

Domingo, 05 de Fevereiro de 2023

Serviço temporariamente indisponível!

PUB.
PUB.
 
 
A Frase...

"Este projecto dá novas competências às pessoas que lá habitam a nível de alimentação, higiene e saúde"

Padre Luis Mário, em declarações ao RV, faz o balanço do "Bairros Saudáveis"

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | visitantes online